Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseSpanish

A primeira manobra especial na nova Bacia de Evolução de Itajaí, realizada com um navio de 334,98 metros de comprimento, foi acompanhada por autoridades na manhã de segunda-feira (1º) no molhe da Marina Itajaí. A manobra faz parte de uma série de testes da segunda etapa das obras da bacia. A ação foi promovida pelo complexo portuário de Itajaí e respeitou todas as normas de prevenção e distanciamento.

Para o diretor da Marina Itajaí, Carlos Oliveira, o momento representa o desenvolvimento da economia da cidade.

“Nós da Marina Itajaí ficamos felizes em fazer parte deste momento tão importante para a cidade. Itajaí vem crescendo a cada ano e agora ganha ainda mais competitividade no mercado com a possibilidade de receber navios maiores. Isso vai gerar uma economia cada vez mais forte e com expectativa no aumento das exportações para os próximos anos”, analisa Carlos.

Conforme informações do Porto de Itajaí, o navio Ever Laurel, de 334,98 metros de comprimento por 45,80 metros de largura (boca), fez a manobra de saída do canal portuário rebocado de popa (ré) até a Baía Afonso Wippel, localizada em frente ao molhe da Marina Itajaí. Em seguida, concluiu um giro de 180°. A manobra foi coordenada e monitorada pela Superintendência do Porto de Itajaí, Marinha do Brasil, praticagem, APM Terminals, Portonave, empresa de rebocadores e acompanhada por demais autoridades.

O cronograma prevê a realização de 12 manobras especiais nesta fase da obra. De acordo com os parâmetros operacionais deste tipo de navegação, serão seis manobras de saídas e mais seis de entradas de ré no canal interno, com giros anteriores ou posteriores na área da nova Bacia de Evolução. Concluída as obras da segunda etapa, o complexo portuário de Itajaí poderá receber embarcações acima de 337 metros de comprimento.