Chinese (Simplified)EnglishFrenchGermanItalianJapanesePortugueseSpanish

O selo Bandeira Azul é considerado a maior premiação global dedicada à certificação da gestão de praias, marinas e embarcações de turismo que possuam um elevado grau de gestão ambiental e preservação do ecossistema como um todo.

Marina Itajaí

Após ser certificada pelo ISO 14.001/2015 há seis meses, a Marina Itajaí, localizada no litoral norte catarinense, acaba de ser pré-aprovada no selo Bandeira Azul, maior premiação global dedicada à certificação da gestão de praias, marinas e embarcações de turismo que possuam um elevado grau de gestão ambiental e preservação do ecossistema como um todo. 


O programa é credenciado pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) e Unesco e tem como principal objetivo promover a mudança de comportamento através da educação e informação ambiental. “O programa busca ainda elevar o grau de conscientização das comunidades, gestores e tomadores de decisão para a necessidade de se proteger o ambiente marinho e costeiro, além de incentivar a realização de ações que conduzam à resolução de conflitos e à promoção de um desenvolvimento social, ambiental e econômico”, afirma a coordenadora nacional do Bandeira Azul, Leana Bernardi.. 


Para conquistar a certificação da Bandeira Azul, os candidatos precisam atender 34 requisitos de gestão ambiental, qualidade da água, educação ambiental, turismo sustentável e responsabilidade social. A relação das estruturas homologadas será anunciada em outubro e  o diretor da Marina Itajaí, Carlos Gayoso de Oliveira, afirma estar otimista com a certificação.  “A preocupação com a sustentabilidade sempre foi uma constante na Marina Itajaí e as ações de preservação do meio ambiente fazem parte do dia a dia, por isso estamos otimistas e acreditamos que seremos certificados”, avalia.


Após a pré-aprovação por um júri nacional, que selecionou 28 locais e a marina como único ponto de Itajaí, o complexo náutico será avaliado pelo júri internacional que se reúne em setembro. A divulgação final dos resultados está prevista para ocorrer em outubro com cerimônia de entrega das bandeiras em novembro. 


Conheça algumas das ações de sustentabilidade da Marina Itajaí 
 


A preocupação da Marina Itajaí com a sustentabilidade teve início mesmo do início da operações, em 2016. “O projeto da Marina Itajaí é inteligente e foi rigorosamente estudado para seguir critérios rígidos de preservação ambiental e recuperação de uma área altamente degradada da cidade. Isso inclui desde a escolha dos materiais até o layout para o melhor conforto térmico e aproveitamento da luz natural”, explica o diretor da marina. 

Além do projeto arquitetônico e de engenharia civil, a Marina Itajaí também realiza o uso racional da água, com sistemas de captação de água da chuva, e de eletricidade, por meio da geração de energia solar. Para se ter uma ideia, as placas fotovoltaicas instaladas no complexo já contribuíram para a redução de mais de 12 toneladas de emissão de CO2 que seriam lançados na atmosfera. Também é a única do Sul do país que oferece o óleo Diesel Verana, combustível que tem o menor nível de emissão de poluentes do segmento marítimo, e pontos de carregamento de carros elétricos para atender os clientes e público que visita os restaurantes, áreas de lazer e descanso. 

Entre as práticas de sustentabilidade adotadas pela empresa, também é referência no Brasil em apoio à projetos internacionais de preservação do meio ambiente como é o caso de da blitz educativa promovida pela ONU Meio Ambiente, parte da campanha global ‘Mares Limpos’, que tem como objetivo alertar os navegadores a respeito do uso do plástico descartável. Realiza constantemente ações para orientação sobre o descarte de embalagens, pilhas e baterias, além de ser responsável pela primeira edição do mutirão de limpeza “Baía Limpa”, em junho deste ano, no entorno da Baía Afonso Wippel.